SEGURANÇA

  • 23/05/2019 (10:45:49)

  • Da Redação

  • Repórter: Ascom

Operação ZAGAIA

Quatro pessoas são presas por comércio ilegal de armas em Erechim

A suspeita da polícia e do exército é que a loja e o atirador investigados façam a venda indiscriminada e ilegal de munições

Na manhã desta quinta-feira (23/05), a Polícia Civil, a Brigada Militar e o Exército Brasileiro deflagraram em Erechim uma operação com o objetivo de combater o comércio ilegal de armas de fogo e munições. 

A ação, denominada ZAGAIA e que contou com a participação de 35 agentes das 03 instituições estatais, cumpriu 05 ordens judiciais expedidas pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Erechim e tinha como alvos um estabelecimento comercial (uma loja de caça e pesca), seus respectivos sócios, e um atirador. 

A suspeita da polícia e do exército é que a loja e o atirador investigados façam a venda indiscriminada e ilegal de munições, desviando esse material das cargas que são autorizados a possuir, em razão, justamente, dessas suas correspondentes condições. Foram presos em flagrante 04 indivíduos por posse ilegal de arma de fogo e munições e apreendidas grande quantidade de armas de fogo e munições, além de insumos e máquinas para fazer a recarga de munições, igualmente ilegais. 

De acordo com o delegado Gustavo Ceccon, Titular da Draco de Erechim, esse tipo de comércio, quando feito dessa maneira, de forma ilegal e sem controle, acaba, inevitavelmente, fornecendo mais armas e munições para bandidos. O delegado ainda afirmou que essa integração entre as instituições é fundamental para um combate mais efetivo da criminalidade.