AGRICULTURA

  • 19/06/2019 (18:30:04)

  • Repórter: Emater

Quilombo Mormaça - Sertão

Quilombolas de Sertão participam de capacitação de programa de fomento da Anater

Quarenta e sete quilombolas da comunidade Quilombo Mormaça, do município de Sertão, participaram de uma capacitação comunitária nesta terça-feira (18/06), no salão da comunidade. Eles integram as 17 famílias beneficiárias do Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais, da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), executado pela Emater/RS-Ascar. Os participantes foram recebidos pela equipe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Sertão, pela assistente técnica regional social, Nádia da Rosa, e pela primeira-dama, Rosana Rossato. 

A equipe local da Emater/RS-Ascar agradeceu as parcerias no trabalho com envolvimento do poder público, das secretarias da Assistência Social e da Saúde e do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). A primeira-dama também destacou a relevância das parcerias. A participante Fernanda Souza de Oliveira frisou a importância de ter projetos que sejam produtivos para a comunidade e o envolvimento de todos.

 A primeira atividade contou com a palestra sobre autoestima, envolvendo dinâmicas com proposta reflexiva de integração, estimulo às emoções e musicalidade, com a psicóloga Janaina Mariuzzi, da prefeitura, e com a assistente social do Cras, Marines Pio. 

Na sequência, o médico Márcio Antunes de Chaves, juntamente com a equipe da Unidade Básica de Saúde, falou sobre o uso consciente de medicamentos, as consequências da automedicação, uso de psicotrópicos, entre outras orientações. Também foram repassadas informações sobre a saúde bucal.

A capacitação prosseguiu à tarde, após o almoço no local, com a assistente técnica regional social e com as extensionistas da Emater/RS-Ascar, Nádia da Rosa e Karen Marchetto. Elas orientaram sobre o cultivo e uso das plantas medicinais como produto natural, o fácil acesso, a utilização para prevenir e tratar doenças comuns, servindo de bebida e alimento, estimulando a troca de conhecimento entre as pessoas e gerações e gerando renda.

Em Sertão, os recursos estão sendo investidos em projetos voltados para a panificação, produção de hortas, aquisição de vacas, entre outros.

Na região do Alto Uruguai, além das 17 famílias de quilombolas de Sertão, o projeto atende famílias indígenas de Benjamin Constant do Sul e de Erebango. O Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais tem como objetivo contribuir para a inclusão e emancipação social e produtiva e melhoria da qualidade de vida de famílias de povos e comunidades tradicionais do Rio Grande do Sul. O programa combina o acompanhamento social/produtivo e a transferência direta de recursos financeiros às famílias para investimento em projeto produtivo no valor de R$ 2,4 mil.