CIDADE

  • 23/06/2019 (21:52:15)

  • Repórter: Rádio Gaúcha

Tragédia familiar

​ Duas crianças morrem afogadas em piscina de casa abandonada em Itapema

Irmãos foram encontrados em parada cardiorrespiratória

Dois irmãos - um menino de três anos e uma menina de um ano e nove meses - morreram afogados na piscina de uma casa abandonada no bairro Ilhota, em Itapema. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), inclusive helicóptero, foram mobilizadas para o resgate das crianças, que foram encontradas em parada cardiorrespiratória. 

As tentativas de salvamento, com respiração artificial e desfibrilador, foram mantidas por cerca de uma hora e meia, sem resultados. Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros Jeferson Luiz Machado, comandante de operações aéreas, as crianças aparentavam ter se afogado pelo menos 40 minutos antes de o socorro ser acionado. Os corpos dos dois irmãos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Balneário Camboriú, e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Segundo informações dos bombeiros, as duas crianças eram moradoras de Itapema e estavam com o pai, que pescava na beira da praia. Em um momento de distração, por volta de 16h30min, os irmãos desapareceram. Ao perceber o sumiço dos filhos, o pai começou a procurá-los com a ajuda de outras pessoas que estavam na praia. 

As crianças foram localizadas às 17h30min. Segundo o comandante de operações aéreas dos bombeiros, havia um buraco no muro da casa abandonada onde os irmãos foram encontrados - é possível que eles tenham entrado por ali. A piscina tinha cerca de um metro de água. 

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) vai indicar se as crianças se feriram antes do afogamento - se escorregaram, por exemplo.