CIDADE

  • 26/06/2019 (08:08:37)

  • Repórter: Pioneiro

Bispo de Erechim assumirá Diocese de Caxias do Sul

Dom Alessandro Ruffinoni, atual líder religioso da Igreja Católica na Serra, anunciou sucessor na manhã desta quarta-feira 

Dom Frei José Gislon será o novo bispo da Diocese de Caxias do Sul. Ele assume o bispado em 8 de setembro. O anúncio foi feito, por meio de live no Facebook, pelo atual comandante da Igreja Católica da Serra, Dom Alessandro Ruffinoni, na manhã desta quarta-feira (26). 

Atualmente Dom Gislon é bispo de Erechim. O primeiro encontro do futuro bispo da Diocese de Caxias com os padres da região está programado para o dia 15 de julho no Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio em Farroupilha. 

A escolha do sucessor do bispo de Caxias e de outros 30 município começou depois que o pedido de renúncia de dom Alessandro, encaminhado ao Vaticano em 16 de maio do ano passado, foi aceito pelo Papa Francisco. A solicitação do religioso ocorreu porque em agosto de 2018 ele completaria 75 anos no que prevê o Código de Direito Canônico, em seu item 401, a apresentação da renúncia do ofício ao Sumo Pontífice.

 Dom Frei José Gislon nasceu no dia 23 de fevereiro de 1957, no município de Dona Emma, Santa Catarina. Ingressou no Seminário Santa Maria, dos freis Capuchinhos, em Engenheiro Gutierrez, Irati, Paraná, em 1978.

É formado em Filosofia e Teologia, além de ser mestre em História da Igreja. 

Os antecessores
O novo bispo será o quinto na história a comandar a diocese de Caxias do Sul. Além de dom Alessandro, que assumiu a liderança religiosa da Igreja Católica na Serra em 2011, os antecessores foram dom Nei Paulo Moretto (de 1983 a 2011), dom Benedito Zorzi (de 1966 a 1983) e dom José Barea (de 1935 a 1951).
Historicamente, dom Alessandro foi o que menos tempo ficou no cargo, oito anos. Ele chegou ao comando da Diocese aos 68 anos de idade, sendo que os bispos têm de encaminhar renúncia ao atingir os 75, segundo o Código Canônico. Fato que ocorreu no ano passado. O período mais longo de um bispo em Caxias foi exercido pelo antecessor de dom Alessandro, dom Nei Paulo Moretto, que ficou 28 anos à frente da Diocese. Dom Benedito Zorzi e dom José Barea ficaram por períodos semelhantes, 17 e 16 anos, respectivamente.