AGRICULTURA

  • 28/06/2019 (00:17:48)

  • Da Redação

Audiência Pública

Presidente da Emater/RS elogia Audiência Pública promovida pela Assembleia Legislativa

Com o tema “O Futuro da Emater – Aters”, a Frente Parlamentar em Defesa da Extensão Rural promoveu uma audiência pública na manhã desta quinta-feira (27/06), que lotou o Plenarinho da Assembleia Legislativa. Participaram a Diretoria da Emater/RS, prefeitos e vice-prefeitos, secretários de Agricultura, representantes de sindicatos, cooperativas e associações, agricultores familiares e empregados da Emater/RS-Ascar. 

Também acompanhou a audiência a coordenadora geral da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras da Assistência Técnica e Extensão Rural e do Setor Público Agrícola do Brasil (Faser), Lúcia Morais Kinceler, que destacou “o comprometimento dos empregados que, com menos recursos, mantêm os atendimentos aos públicos beneficiados” e, ao avaliar as possíveis parcerias na defesa da Extensão Rural e Social no RS, definiu o cenário futuro como “próspero e favorável”.

Presidida pelo vice-presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo, deputado Ernani Polo, e pelo presidente da Frente Parlamentar, deputado Jeferson Fernandes, a audiência pública ressaltou a importância da valorização da Emater/RS-Ascar, através da manutenção e sustentabilidade das atividades de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters), do incremento dos recursos, da capacitação dos extensionistas, de investimentos em inovação e na Tecnologia da Informação, da redução das ações trabalhistas, e da contratação de pessoal para atender à demanda no campo.

Deputados e representantes de prefeituras e entidades ligados ao setor agropecuário defenderam a manutenção da Filantropia e dos contratos com as prefeituras, que, segundo o presidente Geraldo Sandri, atingirão, nos próximos dias, 100% dos municípios gaúchos com Emater/RS-Ascar, “o que vai valorizar e ampliar sua atuação no Estado”, observou. 

Em sua fala, o presidente disse reconhecer o trabalho feito pelos extensionistas ao longo dos 64 anos da Instituição, celebrados no último dia 2 de junho. “São os nossos profissionais que dão credibilidade e valorizam a marca Emater”, ressaltou, ao citar os atuais 2.135 profissionais.

Sandri também elogiou o apoio do secretário estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, assim como das instituições que integram os conselhos Técnico e Administrativo da Emater/RS e da Ascar, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e suas secretariais especiais, “em todas as nossas iniciativas”. Sandri anunciou a implantação do Emater 4.0, que vai reunir as Emater do RS, de Minas Gerais e do Distrito Federal, além da Epagri (SC), uma plataforma integrada de Tecnologia da Informação para modernizar e agilizar o trabalho da Extensão Rural e Social no campo, a recente implantação do Gerenciamento Matricial de Custos e Receitas, com a participação de todos os setores internos da Instituição, a contratação de auditoria e ouvidoria interna, e, “com visão de futuro, a busca do equilíbrio financeiro e da segurança jurídica”, afirmou o dirigente. 

Ao final da audiência, ficou acertado o apoio dos deputados estaduais, dos sindicatos e dos demais representantes de classe na busca da renovação do convênio com o Estado até o final do ano, a renovação da Filantropia, cujo Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas) vence em março de 2020, e a valorização dos trabalhadores, “grande compromisso da Instituição”, avaliou o presidente. Sandri também agradeceu a realização da audiência pública, considerada por ele como de convergência de apoios políticos para o fortalecimento da Emater/RS-Ascar.