SEGURANÇA

  • 03/07/2019 (20:51:34)

  • Da Redação

  • Repórter: nsctotal.com.br

Recorde de apreensão

Receita Federal apreende 1,2 tonelada de cocaína no Porto de Itajaí

Droga estava escondida em um carregamento de madeiras

A Receita Federal apreendeu nesta quarta-feira 1,2 tonelada de cocaína no Porto de Itajaí, que seria enviada para o Porto de Antuérpia, na Bélgica. A droga estava escondida em um carregamento de madeiras. Essa é a maior apreensão já feita no Complexo Portuário do Itajaí-Açú, que integra os portos de Itajaí e Navegantes.

A descoberta da carga ocorreu por meio de análise de risco, em que a Receita Federal avalia os dados fornecidos pelo exportador. É conferida, por exemplo, a consistência da descrição da carga e o histórico de transações. Caso haja algum conflito de informações, o contêiner é aberto.

Em outros casos, o contêiner entra no percentual de conferência física por amostragem. A Receita não informou qual foi a situação da carga em que estava a droga.

Os tabletes de cocaína estavam acondicionados no fundo de um contêiner. A conferência da carga continua, com a abertura de outros contêineres que viajariam juntos. Por enquanto, nada mais foi encontrado.

Inquérito
A Polícia Federal foi acionada e acompanha o caso. Segundo o delegado Oscar Biffi, um inquérito será instaurado para identificar quem enviaria a droga e quem era o importador europeu.

As apreensões de cocaína nos portos de Santa Catarina haviam reduzido desde 2017, quando foram deflagradas as operações Oceano Branco e Contentor. Um ano antes, a Receita e a Polícia Federal haviam feito cinco apreensões que somaram mais de 3 toneladas. Foram duas apreensões de uma tonelada em 2017, e uma de pouco mais de 400 quilos no ano passado.

Essa é a segunda apreensão feita no Complexo Portuário este ano. Em abril, cerca de uma tonelada de cocaína foi localizada na Portonave, em Navegantes.