SEGURANÇA

  • 18/07/2019 (19:23:41)

  • Repórter: Rádio Guaíba

Dúvidas

MPF vai apurar caso da ação da PF que resultou em duas mortes em Cristal

Ministério Público Federal deu prazo de 24 horas para que Polícia Federal preste esclarecimentos com detalhes do fato e da operação realizada

O Ministério Público Federal (MPF), por meio do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial da Procuradoria da República no Rio Grande do Sul, instaurou procedimento investigatório criminal para apurar as circunstâncias das mortes e lesões decorrentes da ação da Polícia Federal (PF) na noite de terça-feira no município de Cristal, no Sul do Estado.

O MPF requisitou à Superintendência Regional de Polícia Federal esclarecimentos com detalhes do fato e da operação. No pedido, o Ministério dá prazo de 24 horas para resposta.

A troca de tiros em uma barreira da PF acabou resultando na morte de duas mulheres, além de uma criança ferida. O caso ocorreu em uma estrada que liga o município a Amaral Ferrador por volta das 23h30min do último dia 16, quando, segundo a PF, dois veículos teriam furado a barreira montada em razão de informações de que um grupo tentaria resgatar criminosos que atacaram um banco em Dom Feliciano, no dia 6 de julho.