EDUCAÇÃO

  • 07/08/2019 (22:13:45)

  • Assessoria de Imprensa Unochapecó

  • Fotógrafo: Assessoria de Imprensa Unochapecó

Lançada a 3ª edição da Feira do Livro Chapecó

Apesar de existirem diversos tipos de leitura, uma das mais interessantes é a literária, capaz de nos aproximar daquilo que temos de mais humano. Com a ajuda de um bom livro, é possível viver os mais diferentes tipos de experiências sem nem mesmo sair do lugar.

Para proporcionar essas experiências à comunidade, acontecerá a 3ª edição da Feira do Livro Chapecó, que será realizada entre os dias 17 e 21 de setembro, no Centro de Eventos Plínio Arlindo De Nes.

O evento é organizado pela Unochapecó e pela Secretaria de Cultura de Chapecó, com apoio de diversas entidades e patrocinadores. Durante a Feira, além de livros, o público ainda poderá encontrar atrações culturais, como a Orquestra de Câmara e o Grupo de Teatro Expressão Universitária. Os integrantes dos dois Projetos de Extensão da Uno também se apresentaram no lançamento, juntamente com Coro Universitário, o Grupo de Dança Essência e os integrantes do Literatório.

Mais do que estimular a leitura, todas essas ações têm como objetivo mudar o perfil cultural do Oeste Catarinense. "A ideia surgiu por conta do baixo índice de leitura entre os jovens. Nós entendemos que no atual contexto, só é possível ter uma região desenvolvida e próspera se as pessoas tiverem uma mentalidade aberta para outras ideias, outras realidades, e a leitura é fundamental nesse sentido", explica o organizador da Feira, professor Odilon Luiz Poli.

Além disso, o responsável por ministrar a palestra de lançamento da Feira, o jornalista e escritor, Márcio Vassallo, falou sobre a importância do encantamento, da literatura e do reparo amoroso no dia a dia. O reparo de Márcio, no entanto, não se refere ao ato de consertar objetos, mas ao momento em que paramos e 'reparamos' no que está ao nosso redor. "A contemplação, um dos atos mais humanos que existem, está sendo deixada de lado por conta de nossas pressas. Com isso, deixamos de nos ver e nos reconhecer. É aí que a literatura entra. Ela é uma das formas mais irresistíveis de fazer com que as pessoas se vejam".


Para quem pretende visitar a Feira, o escritor tem uma dica valiosa: não tenha pressa. "Eu sempre sugiro que as pessoas visitem feiras do livro sem prazo para ir embora. Acho que é uma bela oportunidade de se encontrar. Literatura é encontro, um livro é encontro e nada como uma feira de encontros para celebrar isso", conclui.