SEGURANÇA

  • 08/08/2019 (13:49:01)

  • GZH

  • Fotógrafo: Polícia Civil / Divulgação

Líder de facção criminosa gaúcha preso em SC volta para RS

Vladimir Cardoso Soares, conhecido como Xu, estava foragido e foi detido no domingo em Laguna


Vladimir Cardoso Soares, 49 anos, conhecido como Xu, foi transferido de helicóptero nesta quinta-feira (8) de Santa Catarina para o Rio Grande do Sul. Ele é apontado como líder de uma facção criminosa gaúcha. Investigado por pelo menos quatro homicídios, estava foragido há um ano e cinco meses e foi preso no domingo (4) em Laguna (SC). 

Com reforço na segurança e um alerta de atenção emitido por autoridades, Xu desembarcou no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, por volta das 11h. Foi utilizado o helicóptero da Polícia Civil gaúcha para o trajeto a partir de Criciúma, onde ele esteve detido nos últimos dias.

Após chegar à Capital, o criminoso foi encaminhado para a sede do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc). Ele chegou no local às 11h30min, depois de ser escoltado por três equipes do Denarc e por mais uma da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). 



O delegado Vladimir Urach, diretor do Denarc, diz que foi cumprido um mandado de prisão preventiva contra ele por associação ao tráfico de drogas e que à tarde Xu prestará depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Além da prisão por associação ao tráfico, segundo Urach, ele responde por envolvimento em pelo menos quatro homicídios na Capital. Dois deles são de PMs assassinados em junho na Vila Maria da Conceição, zona leste da cidade. Os suspeitos de efetuarem os disparos pertenceriam à organização criminosa que seria comandada pelo preso.

— Ele está no xadrez do Denarc. Depois do mandado de prisão cumprido, bem como do depoimento no DHPP, ele será transferido ainda hoje (quinta-feira) para um presídio estadual. Só iremos divulgar o local depois da transferência, por questões de segurança durante o trajeto — afirmou Urach pela manhã. 

Xu foi preso quando estava em uma casa com outros quatro homens e a esposa no bairro Mar Grosso, em Laguna.