SAÚDE

  • 19/08/2019 (15:25:31)

  • Repórter: Assessoria/MS

ALERTA

Ministério da Saúde amplia idade de vacinação para Febre Amarela na região sul 

Recomendação é que no RS, SC e PR pessoas acima de 60 anos que vivem em áreas de circulação da doença sejam imunizadas 

O Ministério da Saúde (MS) declarou que vai ampliar a estratégia de vacinação contra a febre amarela na Região Sul do Brasil. A recomendação do órgão é que a vacinação se estenda às pessoas acima de 60 anos que estejam em locais com evidências de circulação da doença. Isso inclui epizootia morte de macacos, casos humanos ou circulação do mosquito. O MS afirma que nestes casos, caberá aos serviços de saúde avaliarem o risco/benefício da vacinação para esse público.

O coordenador-geral de Vigilância de Arboviroses do Ministério da Saúde, Rodrigo Fabiano do Carmo Said, diz que a ação é tripartite, envolvendo a pasta, a Secretaria de Saúde do Estado do Paraná e os municípios da Região Sul. 
— Desde fevereiro deste ano, o Ministério da Saúde vem promovendo capacitações com os estados da Região Sul. A partir desse trabalho, foram detectadas epizootias (morte em macacos), o que acendeu alerta à necessidade de intensificação, até novembro e dezembro, das ações de vacinação no Sul. Precisamos aumentar as nossas coberturas vacinais — afirmou Said. 

O Governo Federal declarou que neste ano já enviou 9,9 milhões de doses da vacina contra a febre amarela para todo o país e que desse total, 5,9 milhões de doses foram destinadas à Região Sul. O objetivo MS é que os municípios façam busca ativa de pessoas não vacinadas antes do período de maior incidência da doença, que ocorre de dezembro a maio.