ESPORTES

  • 20/08/2019 (21:46:28)

  • GZH

  • Fotógrafo: Matheus Moraes | PFF

PASSO FUNDO

Ginásio lotado para homenagear jogador de futsal morto em acidente

Pablo Yago Radaeli, morreu após acidente com o ônibus da equipe em julho passado


Acostumado a receber grandes jogos, o Ginásio Capingüi teve uma noite memorável e emocionante nesta terça-feira (20). A primeira partida do Passo Fundo Futsal após o trágico acidente de ônibus que tirou a vida do ala Radaeli e deixou feridos outros integrantes da delegação mobilizou a comunidade do norte gaúcho para uma partida da equipe com o Pato, atual campeão brasileiro. 

Desde 14 de julho, quando o veículo que levava para casa o time de Passo Fundo, após jogar em Uruguaiana, tombou no km 430,8 da BR-472, em Itaqui. Pablo Yago Radaeli, 22 anos, um dos maiores ídolos da torcida, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O roupeiro Sandi Vieira quebrou 11 costelas, os braços e perfurou o pulmão.



Nesta terça-feira, as lágrimas do público caíram antes mesmo do apito inicial. Os pais de Radaelli, Marcos e Márcia, a irmã Pamela e a namorada Luciana Schaeffer receberam homenagens do clube. A camisa 93, usada pelo jogador, foi aposentada.

— No sábado após o jogo, ele me mandou uma mensagem que dizia que temos que viver para ser feliz. Podem ter certeza que ele viveu aqui os melhores meses da carreira. Sigam em frente por ele, deem o melhor de vocês, façam com amor — declarou Márcia Radaelli, em um dos momentos mais emocionantes da noite.