ESPORTES

  • 20/08/2019 (23:28:11)

  • Correio do Povo

  • Fotógrafo: Mauro Schaefer

VANTAGEM

Palmeiras vence o Grêmio na Arena

Tricolor terá de reverter 1 a 0 em São Paulo para ir à semifinal


Empurrado por quase 48 mil pessoas, o Grêmio até tentou. Teve mais posse de bola e volume de jogo, mas esbarrou em um Palmeiras bem postado defensivamente e quase não finalizou com perigo. Assim, os paulistas, que acharam um gol na bola parada, venceram por 1 a 0 na noite desta terça-feira, na Arena, e construíram vantagem importante no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores. 

O único gol do jogo foi marcado no primeiro tempo. Aos 31 minutos, Gustavo Scarpa, de falta, chutou de muito longe e marcou belo gol para garantir a vitória palmeirense pelo placar de 1 a 0. 

Agora, o Grêmio precisa vencer por dois gols de diferença, ou por um gol, desde que marque pelo menos dois, em São Paulo, para conseguir a classificação. O jogo de volta acontece na próxima terça-feira, 27 de agosto, às 21h30min, no Pacaembu. O próximo compromisso do Tricolor pelo Brasileirão é no sábado, às 17h, contra o Athletico-PR.

Bem postado, Palmeiras encontra o gol na bola parada

O técnico Felipão optou por mandar a campo uma equipe mais ofensiva do que o habitual. Com Luiz Adriano no comando de ataque, colocou Gustavo Scarpa, Dudu e Willian municiando o setor. No Grêmio, sem surpresas: o técnico Renato voltou a colocar André na função de centroavante.

O Grêmio iniciou o confronto da forma como é sua característica em jogos dentro da Arena: com mais posse de bola, tentou pressionar o Palmeiras, e manteve a posse da bola. Apesar disso, encontrou um rival bem postado no setor defensivo. Os jogadores de lado de campo, especialmente Everton, não conseguiram levar vantagem na jogada individual.

As tentativas de infiltração pelo meio, com Jean Pyerre, foram neutralizadas pela defesa do Palmeiras. No primeiro tempo, o Grêmio quase não teve chances de marcar. A melhor tentativa foi um chute de longe do próprio Jean, defendido tranquilamente por Weverton, no meio do gol. 

Com a proposta definida de jogar nos contra-ataques e na bola parada, foi dessa forma que o Palmeiras chegou ao seu gol. Aos 31 minutos, em cobrança de falta com bola rolada por Marcos Rocha, Gustavo Scarpa bateu de muito longe, a bola desviou e entrou no ângulo esquerdo do goleiro Paulo Victor, surpreendendo e abrindo o placar na Arena.

Felipe Melo é expulso, mas Grêmio não aproveita 

No início da segunda etapa o Grêmio voltou desatento. E a postura resultou em duas boas tentativas do Palmeiras ainda antes dos cinco minutos. Primeiro, Dudu levou muito perigo e, de cabeça, obrigou Paulo Victor a fazer grande defesa evitando o gol. Depois, também pelo alto, Luiz Adriano mandou para tiro de meta. 

Para tentar mudar o quadro, mais uma vez o técnico Renato Portaluppi apostou no atacante Diego Tardelli. Aos 10 minutos do segundo tempo, promoveu a entrada do jogador no lugar de André, que quase não participou do jogo. 

Mesmo com a troca, o Grêmio teve dificuldades para se impôr. A melhor chance de gol foi criada por Everton, mas o atacante finalizou fraco, do lado da grande área, para a fácil defesa do goleiro Weverton. O Palmeiras, por sua vez, levava mais perigo. Dudu chegou a colocar uma bola na trave esquerda de Paulo Victor. 

O cenário pareceu mudar aos 34 minutos do segundo tempo. Após falta no meio campo, Felipe Melo recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. O Grêmio até ensaiou uma pressão nos minutos finais, mas não encontrou o gol, e o Palmeiras levou a vantagem para São Paulo. 

Libertadores - quartas de final

Grêmio 0

Paulo Victor; Léo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez (Juninho Capixaba); Matheus Henrique, Maicon, Everton, Jean Pyerre e Alisson (Luciano); André (Diego Tardelli). Técnico: Renato Portaluppi

Palmeiras 1

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Gustavo Scarpa (Raphael Veiga), Willian e Dudu; Luiz Adriano. Técnico: Luiz Felipe Scolari 

Gol: Gustavo Scarpa (31/1T)

Cartões amarelos: Felipe Melo e Thiago Santos (Palmeiras); Kannemann (Grêmio)

Cartões vermelhos: Felipe Melo (Palmeiras)

Árbitro: Patricio Losteau (ARG)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Público: 47.852