ECONOMIA

  • 01/09/2019 (22:02:37)

  • GZH

  • Fotógrafo: Marco Favero / DC

MENOS UMA TAXA

Governo federal planeja acabar com taxa adicional para embarque internacional.

Criada no governo Fernando Henrique Cardoso, os recursos arrecadados com a taxa serviram para reduzir a dívida pública



O governo federal planeja acabar com uma taxa adicional para embarque internacional. Cobrada há 20 anos de passageiros brasileiros que voam para fora do país, a tarifa equivalente a US$ 18 é feita junto com a taxa de embarque nos principais aeroportos do país.

De acordo com o secretário nacional de aviação civil, Ronei Glanzmann, a medida pode entrar em vigor já em setembro. A extinção pode fazer com que a tarifa de embarque internacional tenha o preço reduzido pela metade e, ainda, contribuir para atrair novas empresas aéreas para o Brasil. 

Criada em 1999, no governo Fernando Henrique Cardoso,os recursos arrecadados com a taxa serviram para reduzir a dívida pública. Atualmente, o adicional é uma das fontes de abastecimento do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), criado em 2011 para financiar melhorias na infraestrutura aeroportuária. 

De acordo com o secretário, o governo ainda precisa definir como vai compensar a perda da arrecadação com a extinção do adicional.