SEGURANÇA

  • 06/09/2019 (09:22:35)

  • GZH

  • Fotógrafo: BM / Divulgação

NO SUL DO ESTADO

Criminosos trocam tiros com a polícia, fogem e fazem duas mulheres reféns no sul do RS

As vítimas já foram libertadas; ação ocorreu após policiais realizarem abordagem em uma residência na noite de quinta-feira


Duas mulheres foram levadas como reféns por criminosos que fugiram da polícia, em Tapes, no sul do Estado, por volta das 21h desta quinta-feira (5). Elas foram liberadas horas depois na zona rural de Barra do Ribeiro.  

Pelos menos três homens abordaram a proprietária e a funcionária de um camping na região da Lagoa dos Patos e as levaram em um veículo do próprio estabelecimento. A ação ocorreu após o trio ter sido abordado por policiais em uma casa no Balneário Rebelo. 

Na residência, a Polícia Civil — com apoio da Brigada Militar — fazia busca a um veículo Siena que foi roubado em Porto Alegre. Logo na chegada, os policiais foram recebidos a tiros.  

Cinco homens estavam na casa e um deles disparou contra os agentes com um fuzil. Em meio ao confronto, três homens conseguiram fugir pelos fundos da casa, um foi preso e um adolescente, apreendido.

Depois disso, os três fugitivos foram até o camping, onde abordaram as mulheres e as levaram como reféns. No entanto, uma perseguição da polícia fez com que eles abandonassem o veículo já em Barra do Ribeiro e fugissem por um campo. As mulheres ficaram no carro, sem ferimentos.

Conforme o comandante do pelotão de Tapes, tenente Luis Veríssimo da Rosa, a suspeita é de que os criminosos estivessem planejando um ataque a banco na região. Armamento, miguelitos, toucas ninja, luvas e um rádio na frequência da BM foram encontrados na casa e nos veículos que estavam no local, além de grande quantidade de munição.

— Chamou a atenção a velocidade com que fugiam pelas rodovias. Poderiam ter capotado diversas vezes. Eles atiraram contra os policiais enquanto dirigiam, mas a polícia não podia revidar já que havia informação de reféns no veículo — disse.

A Brigada Militar faz cerco em Barra do Ribeiro em busca dos três na manhã desta sexta-feira (6). Até as 7h, eles não haviam sido presos.

Na casa onde houve a abordagem, foram apreendidos quatro automóveis — o Siena, que havia sido roubado na Capital, já estava com as placas clonadas. Segundo o delegado Rafael Liedtke, o grupo seria especializado em roubo de veículos em Porto Alegre e na Região Metropolitana. Os homens são de Canoas e Esteio, de acordo com o delegado.