CIDADE

  • 11/09/2019 (10:41:27)

  • RD Planalto

  • Fotógrafo: Ilustração

ATÉ QUANDO?

Jornalista de Passo Fundo é vítima de tentativa de estupro no centro da cidade

Depois de passado o susto, ela se manifestou em rede social. Até quando precisaremos gritar para que as estatísticas não subam amanhã?”

Imagem ilustrativa

No início da noite dessa terça-feira, 10, uma jornalista de um veículo de comunicação da cidade, voltando para casa após o dia de trabalho, foi vítima de uma tentativa de estupro.  

Ela andava pela Rua Benjamin Constant, em direção à Rua General Canabarro, quando um homem, gordo, branco, de boné preto e roupas pretas a parou. Ele falou baixinho. A vítima pensou que ele queria ajuda.

Ele começou a dizer palavras obscenas para a jovem, tentando fazer com que ela se aproximasse.

Em sua rede social, a jornalista, relatou o ocorrido:

Travei por um segundo. De repente me vi despida de força ou coragem. De repente me vi vítima. E a única coisa que consegui foi gritar. Que bom, serviu. Naquela quase esquina vi o homem sumir entre o meio dos carros. Mas eu permaneci ali. Atônita. Sabendo que não era a primeira vez da minha vida, e tendo a certeza que não será a última.”

A jornalista irá registrar a ocorrência contra o homem. “Agora estou bem. Penso no quanto poderia ser pior. Mas o que não me deixa é a pergunta: Até quando precisaremos gritar para que as estatísticas não subam amanhã?”