ESTADO

  • 12/09/2019 (13:39:14)

  • GZH

  • Fotógrafo: Divulgação/ Ministério das Cidades

IMPASSE

RS poderá ficar de fora da resolução que tornaria mais barata CNH para candidatos à categoria B

Detran gaúcho aguarda uma orientação do governo federal diante de liminar que cancelou as alterações no Estado


Com previsão para entrar em vigor na próxima segunda-feira (16), o Rio Grande do Sul pode ficar de fora da resolução que reduziria em 14% o preço da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para candidatos à categoria B. Isso porque uma liminar concedida pelo desembargador Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), suspende os efeitos da resolução 778/19 publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Até então, a decisão abrangia apenas os Centros de Formação de Condutores (CFCs) filiados ao sindicato da categoria no Estado. Mas um novo despacho, da última segunda-feira (9), ampliou a repercussão da liminar para todos os CFCs do Rio Grande do Sul. A liminar mantém, entre outras medidas, a obrigatoriedade do uso de simulador em autoescolas e a quantidade de horas-aula.

O Departamento Estadual de Trânsito gaúcho (Detran-RS) afirmou, nesta quinta-feira (12), que ainda não foi comunicado pelo governo federal sobre como proceder. Em tese, o Detran-RS teria que cumprir a resolução do Contran, salvo se for notificado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).