SAÚDE

  • 25/09/2019 (14:38:58)

  • Repórter: Assessoria/CHSM

  • Fotógrafo: Divulgação

A SAÚDE DO CORAÇÃO

Médica do Santa Mônica no Congresso Brasileiro de Cardiologia

As doenças do coração matam duas vezes mais que qualquer tipo de câncer.


 A médica Ziliola Taglietti, do serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar Santa Mônica, participou do 74º Congresso Brasileiro de Cardiologia, que aconteceu na semana que passou em Porto Alegre. O congresso abordou temas relacionados à saúde cardiovascular e prevenção de doenças cardíacas. no encontro foi lançada a atualização da "Diretriz de Prevenção", com novas estratégias para o combate das doenças cardiovasculares, uma das principais causas de morte no país.

Em 2019 as doenças do coração serão responsáveis por 400 mil mortes, dizem estatísticas da área. O coração mata duas vezes mais que todos os tipos de câncer, 2,5 vezes mais que os acidentes e mortes decorrentes da violência e seis vezes mais que as infecções, incluídas as mortes por AIDS É uma epidemia que precisa ser combatida com prevenção, diz a cardiologista Ziliola Taglietti, ao voltar do Congresso.

Ainda segundo a médica, "a diretriz orienta os profissionais da especialização, a estratificar o risco de cada pessoa em relação às doenças cardiovasculares e ordena as categorias em baixo, moderado e alto risco. Cabe ao médico Indicar os tratamentos, com base nas evidências e estratégias para minimizar os riscos de um infarto ou AVC, mas o paciente tem que ajudar e fazer a sua parte para que viva mais e melhor", explica ela.