ESPORTES

  • 05/10/2019 (19:15:00)

  • GZH

CERTIFICADO PRO

A partir de 2020, treinadores de futebol deverão atender à exigência da CBF

Certificado PRO será obrigatório para os comandantes das equipes na Libertadores e Copa Sul-Americana

Jorge Sampaoli é um dos 28 técnicos com o diploma da Conmebol - CHRISTOPHE SIMON / AFP


A partir de 2020, a Conmebol terá uma nova exigência para os técnicos de futebol que trabalham na América do Sul. Para poder ficar na casamata e exercer a atividade durante os jogos nas competições organizadas pela entidade, os profissionais deverão contar com a Licença PRO, que é a certificação mais alta do curso de técnico da Conmebol. 

O texto já foi publicado na Convenção de Licença de Treinadores, é está descrito da seguinte forma: "Em todas as competições de Clubes organizadas pela Conmebol (Libertadores, Copa Sul-Americana e Recopa) se exigirá que o treinador conte com a Licença Conmebol PRO para poder dirigir a equipe". 

Como em 2020, Grêmio e Inter certamente estarão em uma destas competições (Libertadores ou Copa Sul-Americana), esta exigência terá que ser atendida. Ainda não se sabe quem serão os técnicos da dupla Gre-Nal para 2020, mas se Renato e Odair permanecerem, eles terão que resolver esta situação. 

Em um primeiro momento, será possível apresentar o certificado do curso de técnico da CBF, desde que seja de nível equivalente. No caso de Renato e Odair, eles obtiveram na CBF a Licença A, que é o estágio anterior da Licença PRO.

No momento, apenas 28 técnicos estão habilitados pela Conmebol para 2020. Entre eles, Jorge Sampaoli, Gabriel Heinze e Sebastian Beccacece. Por enquanto, nenhum brasileiro está na lista.