EDUCAÇÃO

  • 07/10/2019 (23:19:01)

  • GZH

  • Fotógrafo: Jefferson Botega / Agencia RBS

MUDANÇA ACEITA

Comunidades aprovam modelo cívico-militar em duas escolas gaúchas

Instituições de Caxias do Sul e Alvorada começam com novo método de ensino a partir de 2020


As comunidades onde ficam as escolas estaduais de Ensino Médio Alexandre Zattera, de Caxias do Sul, e Carlos Drummond de Andrade, de Alvorada, aprovaram que as instituições passem a adotar o modelo cívico-militar. 

A aprovação ocorreu através de consulta pública registrada em ata, segundo a Secretaria Estadual da Educação. Com isso, serão as primeiras no Rio Grande do Sul a mudar o sistema de ensino, integrando o Programa Nacional de Escolas Cívico-Militares do Ministério da Educação (MEC). 

As escolas já haviam manifestado interesse e foram selecionadas, mas havia a necessidade do aval das comunidades, o que aconteceu. O modelo cívico-militar passará a ser adotado a partir de 2020.

Para o secretário estadual da Educação, Faisal Karam, a proposta trará impactos positivos tanto para as escolas, quanto para as comunidades onde estão inseridas. 

— Acreditamos em uma grande melhoria em questões como segurança, relacionamento e disciplina. Queremos que as escolas cívico-militares proponham uma renovação no ambiente escolar e seu entorno, com pais, alunos e equipes se sentindo mais seguros e valorizados — destaca o secretário.

O governo federal exige que as instituições escolhidas pelos Estados tenham de quinhentos a mil alunos, e contemplem estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e/ou o Ensino Médio, com previsão de investimento de cerca de R$ 1 milhão por escola. A partir de agora, será elaborado edital para seleção de monitores que vão atuar nessas escolas.