SEGURANÇA

  • 09/10/2019 (13:35:02)

  • GZH / DIÁRIO DE SM

  • Fotógrafo: Arquivo Pessoal / PRF

TRAGÉDIA EM TUPANCIRETÃ

Casal morre em acidente envolvendo três caminhões na BR-158

A colisão aconteceu por volta das 6h, na altura do km 233 da rodovia.

Divulgação PRF


Um casal morreu em um acidente envolvendo três caminhões na BR-158, em Tupanciretã, na manhã desta quarta-feira (9). A colisão aconteceu por volta das 6h, na altura do km 233 da rodovia.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo em que eles estavam invadiu a pista contrária e colidiu em um caminhão que seguia no sentido oposto. Um terceiro caminhão tentou desviar, mas acabou colidindo e saiu da pista.

As vítimas foram identificadas como Jean Fernandes Rocha e a esposa dele, Rafaela Machado Wenzing Rocha, ambos de 30 anos. O casal era morador de Santa Maria e estava em um caminhão que seguia no sentido para Cruz Alta.

Os motoristas dos outros veículos envolvidos na batida ficaram feridos e foram encaminhados ao hospital. Não há mais informações sobre o estado de saúde deles.

                                                               Arquivo Pessoal

O casal que morreu estava junto há mais de 10 anos. Eles se conheciam desde crianças.

Os corpos dos dois foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Cruz Alta no final da manhã e serão liberados à tarde.  Ainda não há previsão de horário e local para o velório e sepultamento, que será em Santa Maria. 

 Jean era caminhoneiro e fazia o transporte de areia para a empresa Arenal Comercial de Areia. 

Conforme um amigo do casal, Rafaela, que era dona de casa, costumava acompanhar Jean sempre que possível em suas viagens. Os dois eram casados e não têm filhos.  

- Praticamente a vida inteira o Jean andou de caminhão. Quando pequeno, ia junto com o pai, que também era caminhoneiro - destaca o amigo, que   prefere não ser identificado. 

Segundo Leonardo Machado de Andrade, primo de Rafaela, o casal cresceu junto e brincava durante a infância. Mais tarde, na adolescência, começaram a namorar e, desde então, não se separaram mais. 

- O sonho deles era casar, morar junto e ter uma casa própria, o que conseguiram realizar. Agora faltava só realizar o sonho de ter filhos. Queriam construir uma grande família. Eram pessoas muito queridas com todos, ficamos muito abalados, porque a gente nunca imagina que isso pode acontecer com pessoas que gostamos tanto - relata Leonardo