ECONOMIA

  • 14/10/2019 (21:54:31)

  • GZH

FREE SHOPS

Guedes assina portaria que dobra limite para compras de brasileiros em free shops

Medida que passa o teto de US$ 500 para US$ 1.000 entrará em vigor em 2020

Portaria foi assinada na tarde desta segunda-feira (14) Reprodução / Facebook


O ministro da Economia, Paulo Guedes, assinou nesta segunda-feira (14) portaria que aumenta de US$ 500 para US$ 1000 o limite de compras em free shops para brasileiros que voltam de viagens do Exterior. Conforme postagem realizada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, a medida passará a valer a partir do dia 1º de janeiro de 2020. 

O ministério não informou mais detalhes sobre a portaria, que será divulgada no Diário Oficial da União desta terça-feira (15). 

No caso das compras feitas fora do país e trazidas para o Brasil na bagagem, o atual limite de US$ 500 será mantido. Isso porque uma norma do Mercosul que dita a regra para todos os países do bloco não pode ser desrespeitada.

Outra mudança que havia sido definida pelo governo é a ampliação de US$ 300 (R$ 1.230) para US$ 500 (R$ 2.050) da cota de isenção autorizada para free shops nas fronteiras terrestres, caso em que se enquadra o Paraguai.

Itens importados vendidos em free shops são isentos de Imposto de Importação, IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e PIS/Cofins. Entre os varejistas locais, o receio é que haja aumento da competição desigual.