ESPORTES

  • 23/10/2019 (09:16:10)

  • Correio do Povo

  • Fotógrafo: Alejandro Pagni / AFP / CP

PRIMEIRO FINALISTA

River Plate segura pressão e vai à final da Libertadores

Agora, espera o seu adversário na decisão, marcada para Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro.


Apagado e pouco criativo em quase todo o jogo, o Boca Juniors tentou na base da imposição, da força física e da vontade. No entanto, prevaleceu a experiência e a qualidade técnica. Na noite desta terça-feira, na Bombonera, os donos da casa venceram o River Plate por 1 a 0 no jogo de volta da semifinal da Libertadores, mas o placar foi insuficiente. Por conta da vantagem conquistada no jogo de ida, a equipe de Marcelo Gallardo se garantiu na final da Libertadores, em Santiago, no dia 23 de novembro.

Jogando no Chile, o River Plate vai tentar o seu quinto título de Libertadores na história. Essa será a segunda final consecutiva dos argentinos na competição, que tem duas taças continentais nesta década: 2015 e 2018, ambas com Gallardo no comando.

O gol da vitória do Boca Juniors foi marcado por Hurtado, aos 34 minuntos do segundo tempo, após cobrança de falta pelo lado direito. O resultado, no entanto, foi insuficiente para os donos da casa.

Agora, espera o seu adversário na decisão, marcada para Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro. O segundo finalista sai amanhã, no jogo de volta entre Flamengo x Grêmio, às 21h30min, no Maracanã. Quem vencer, está na decisão. A repetição do placar em 1 a 1 leva o jogo para os pênaltis. Qualquer empate acima de 2 gols dá a vaga ao Grêmio, enquanto o 0 a 0 dá a classificação aos cariocas.

Copa Libertadores - Semifinal

Boca Juniors 1 Andrada; Buffarini, López, Izquierdoz e Más; Salvio, Marcone, Almendra (Zárate) e A. Mac Allister (Villa); Tevez e Ábila (Hurtado). Técnico: Gustavo Alfaro

River Plate 0

Armani; Montiel, Martínez Quarta, Pinola e Casco (Paulo Díaz); Enzo Pérez, Ignacio Fernández, Palacios, De La Cruz e Suárez (Scocco); Borré (Pratto). Técnico: Marcelo Gallardo

Gol: Hurtado (34/2T)

Cartões amarelos: Mac Allister, Marcone, Tévez (Boca Juniors); Ignacio Fernández (River Plate)

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/BRA)

Local: Estádio da Bombonera, em Buenos Aires (ARG)