SEGURANÇA

  • 05/11/2019 (11:55:04)

  • Correio do Povo

  • Fotógrafo: Halder Ramos / Especial / CP

BALEADO

Morreu nesta segunda-feira, o suposto líder de quadrilha que fez ataques na Serra

Homem que participou de tentativa de sequestro de empresário foi baleado em troca de tiros com a polícia

Cerco a um criminoso que permanece foragido continua na Serra | Foto: Halder Ramos / Especial / CP


O homem, que seria o líder da quadrilha que realizou na última sexta-feira uma tentativa de sequestro de um empresário em Gramado e realizou ataques em Canela, morreu no final da noite dessa segunda-feira após passar por uma cirurgia no Hospital São Miguel. Ele havia sido baleado em uma troca de tiros com policiais civis enquanto fugia das autoridades. 

O criminoso, de 42 anos, integra o grupo que atacou um sítio de um empresário antes de tentar sequestrá-lo. No tiroteio em que foi ferido, no bairro Três Pinheiros, o homem estava na companhia do irmão. A dupla foi responsável por abrir fogo contra dois delegados no começo da noite do último sábado. Os policiais estavam em uma viatura discreta, à procura de um dos sequestradores, quando foram surpreendidos com os tiros disparados. 

De acordo com a Polícia Civil, depois do tiroteio ainda em Gramado, os dois irmãos fugiram para a mata e se separaram. O líder da quadrilha ainda se envolveria em mais dois confrontos, ambos ocorridos no domingo. Mais tarde, ele foi encontrado e em seguida encaminhado para receber atendimento médico. No Hospital São Miguel não resistiu ao procedimento cirúrgico e morreu. 

O irmão do líder da quadrilha é o criminoso que segue foragido. Após se separar do comparsa, o homem, ainda não identificado, seguiu para Canela. Na cidade vizinha a Gramado, ele roubou um carro de turistas em uma pousada e fugiu. A partir daí, as buscas policiais estão concentradas no município. Até o momento, do grupo criminoso que seria formado por pelo menos sete pessoas, cinco foram presas, uma morreu e outra segue foragida.