ECONOMIA

  • 14/11/2019 (14:51:07)

  • Repórter: O Sul

QUASE R$ 2 BILHÕES

Empreiteira OAS assina acordo de leniência e pagará R$ 1,92 bilhão até 2047

Esse valor é do acordo com apenas uma das empresas envolvidas na Lava-jato. Desse total, R$ 720 milhões correspondem à restituição de valores pagos a título de propinas pagas aos integrantes dos governos Dilma e Lula


A AGU (Advocacia-Geral da União) e a CGU (Controladoria-Geral da União) anunciaram nesta quinta-feira (14) a assinatura de um acordo de leniência com a empreiteira OAS, investigada no âmbito da Operação Lava-Jato.

A empresa pagará R$ 1,92 bilhão até dezembro de 2047, com correção pela taxa Selic, atualmente em 5% ao ano. Os valores serão destinados ao governo federal e às “entidades lesadas” (empresas estatais).

Desse total, R$ 720 milhões correspondem à restituição de valores pagos a título de propinas; R$ 800,37 milhões ao enriquecimento ilícito obtido em razão da influência em contratos fraudulentos; R$ 320,06 milhões à multa administrativa, prevista na lei anticorrupção; e R$ 84,73 milhões à multa civil, prevista na lei de improbidade administrativa.

O valor, calculado de acordo com a capacidade de pagamento da OAS, que passa por recuperação judicial, envolve os pagamentos de danos, enriquecimento ilícito e multa por conta de “contratos fraudulentos envolvendo o uso de recursos públicos federais”, informaram a AGU e a CGU.

Com o acordo, a empresa volta a ficar habilitada a ter contratos com os governos federal, estaduais e municipais.