ESTADO

  • 18/11/2019 (22:04:24)

  • CP

O VOTO DO IDOSO

Baixa participação de idosos nas eleições é debate no TRE-RS

Apenas metade do grupo acima dos 65 anos votou nas últimas eleições-gerais no país

Evento ocorreu neste segunda-feira, em Porto Alegre | Foto: Ricardo Giusti


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS) realizou nesta segunda-ferira, na sua sede em Porto Alegre, o seminário "A importância do voto da pessoa idosa" para debater a participação deste grupo de cidadãos que representou, nas últimas eleições gerais, mais de 19% do eleitorado total do Brasil. "Conforme dados do IBGE, esta faixa etária da população irá crescer, superando a quantidade de eleitores jovens nas próximas décadas. Por isso, é fundamental resgatar e estimular sua participação no processo democrático", apontou a presidente do TRE-RS, desembargadora Marilene Bonzanini.

Segundo o chefe da Seção de Programas Institucionais do TRE-RS, Alexandre Basílio, apesar da significativa quantidade de eleitores com mais de 65 anos aptos para votar, menos da metade compareceu diante das urnas no último pleito. "A falta de participação é uma das possíveis explicações para ausência de propostas dos candidatos sobre políticas para idosos. Se as pessoas com mais de 60 anos deixam de votar, isso reduz a atenção dos políticos com esta parcela da sociedade", comentou.

Para Basílio, a transformação do perfil etário da população brasileira precisa ser acompanhada de uma mudança cultural sobre a participação política das pessoas mais maduras. "A população brasileira está envelhecendo e a sociedade precisa se adaptar a esta realidade. Portanto, será cada vez mais importante que estes eleitores votem e se engajem em projetos que representem suas demandas reais no plano das decisões democráticas", definiu.