SEGURANÇA

  • 20/11/2019 (10:03:55)

  • GZH

  • Fotógrafo: Polícia Federal / Divulgação

TRÁFICO INTERNACIONAL

Operação da PF no RS combate grupo que usava mulheres para levar cocaína à Europa

Organização criminosa, que também traficava haxixe para o Brasil, agia em aeroportos de outros Estados


A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (20), operação contra uma organização criminosa especializada no envio de cocaína para a Europa através de aeroportos internacionais do país. O grupo também atuava no tráfico de haxixe para o Brasil. São cumpridos mandados no Rio Grande do Sul e em outros oito Estados, além do Distrito Federal.

Cerca de 200 policiais federais cumprem 40 mandados de prisão e 40 de busca e apreensão. No Estado, há nove mandados de busca em Caxias do Sul, um em Bento Gonçalves e um em Porto Alegre. Além disso, a ação ocorre em Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraíba, Amazonas e Distrito Federal.

Ainda há ordens judiciais para apreensão de 40 veículos, como embarcações, caminhões e automóveis, e sequestro de bens com valor estimado em mais de R$ 10 milhões.

As investigações, que iniciaram em março de 2019, identificaram que o grupo, agindo em Caxias do Sul e Curitiba (Paraná), recrutava mulheres em diversos Estados para que atuassem como "mulas" no transporte de cocaína para a Europa. Conforme a PF, a residência do principal investigado está localizada em Caxias do Sul.

Ao longo da investigação, quase duas toneladas de drogas foram apreendidas e 25 pessoas foram presas em flagrante, incluindo seis em Lisboa, em Portugal. Em uma das ações, 1,6 tonelada de haxixe foi apreendida em um veleiro que partiu de Marrocos, na África, para João Pessoa, na Paraíba. Na ação desta quarta-feira (20), cerca de 10 quilos de cocaína foram apreendidos em São José dos Pinhais, no Paraná.

A operação é chamada de Wanderlust, palavra alemã. O termo corresponde a um desejo intrínseco e profundo de viajar. A ação conta com o apoio da Adidância da Polícia Federal em Portugal e com acordos de Cooperação Policial Internacional com diversos países.