SEGURANÇA

  • 21/11/2019 (15:54:42)

  • Jornal Independente

VELÓRIO COLETIVO

Os três jovens mortos em acidente são enterrados com honras familiares

Os três militares do exército foram velados em Lajeado; sepultamentos ocorreram no Cemitério do Hidráulica e em São Bento.

Vítimas do acidente: Leandro Gall, Bruno Daniel Schuster e Lucas Bruxel dos Santos (Fotos: Montagem / Arquivo Pessoal)


Os três jovens mortos em acidente de trânsito, ocorrido na madrugada de quarta-feira (20), em Cachoeira do Sul, foram velados e sepultados na manhã desta quinta-feira (21), em Lajeado. O velório coletivo de Leandro Gall , Bruno Daniel Schuster e Lucas Bruxel dos Santos, todos de 19 anos, ocorreu no Pavilhão 2 do Parque do Imigrante e reuniu centenas de pessoas, entre amigos, familiares e militares do Exército Brasileiro.

Os cinco ocupantes do Corsa seguiam do Vale do Taquari em direção ao 9º Regimento de Cavalaria Blindada, em São Gabriel, onde os jovens prestavam o serviço militar e haviam sido liberados para espichar o feriadão da Proclamação da República. No quilômetro 292 da BR-290 o motorista perdeu controle do carro, saiu da pista e colidiu em uma árvore.

Os sobreviventes


                               Arquivo pessoal


Conforme informações de familiares, Leandro Wolski da Chaga (19), que passou por uma cirurgia na tarde desta quarta-feira, e Adriel Soares (20), seguem internados no Hospital de Caridade e Beneficência de Cachoeira do Sul. A casa de saúde não informa o estado de saúde das vítimas.

Sonho de ser chef

Valdir Schuster (57), tio de Bruno Daniel Schuster, revela que o jovem tinha um sonho: ser chef de cozinha. “Sempre quando ele vinha do quartel para passar o fim de semana em casa, no bairro Floresta, ele dizia para que seus pais fossem para a sala, pois ele e sua namorada seriam os responsáveis pela comida. Bruno não gostava do exército, ele queria cozinhar. Ele queria ser chef de cozinha, e assim, viajar e conhecer o mundo”, conta.

Escoteiro exemplar

Aos 12 anos de idade, o morador do Centro de Lajeado, Lucas Bruxel dos Santos, ingressou no grupo de escoteiros Tibiquary. “Um menino muito amigo. Ele tinha a patrulha dele e a palavra de ordem era união. Ele era muito disposto. Era muito do bem”, comenta a presidente do grupo Tibiquary, Elenara Machado. Mesmo no quartel, Lucas continuava a participar das atividades dos escoteiros.

Sepultamentos com honras militares

O cerimonial fúnebre dos três contou com honras militares. Antes dos corpos serem levados às sepulturas, soldados do 9º RCB fizeram três salvas de tiros de fuzil, em homenagem aos mortos. Durante o sepultamento, um soldado entoou a “Marcha do Silêncio” no clarinete.




Exército promete investigar circunstâncias do acidente

Os atos fúnebres foram acompanhados em Lajeado pelo sub-comandante do 9ª Regimento de Cavalaria Blindada (RCB), tenente-coronel Harrison Gomes Cabral dos Santos. O oficial adiantou que o Exército Brasileiro está prestando toda a assistência às famílias das vítimas (fatais e feridos) e investigará as causas do acidente.

 “Lamentamos o falecimento de três militares nossos e pelos dois internados em Cachoeira do Sul. Estamos prestando todo o apoio psicológico, social e religioso às famílias, tanto aqui em Lajeado quanto em Cachoeira. Será aberto um procedimento administrativo para apurar o acidente. Logo que tivermos o posicionamento do quartel, ou de outro órgão que também tenha feito esta investigação, estaremos repassando para a imprensa. Não temos ideia do que ocorreu, somente a perícia pode determinar isso”, comentou. LF