ESPORTES

  • 22/11/2019 (14:28:42)

  • CP

PARA ONDE VAI COUDET?

Sem citar Inter, Coudet confirma saída do Racing no final da temporada

O treinador, que na sua manifestação não citou o Colorado, considerou que seu ciclo no time argentino está encerrado.


O técnico Eduardo Coudet, que deverá comandar o Inter em 2020, afirmou nesta sexta-feira, em entrevista coletiva, que deixará o Racing no final da atual temporada. O treinador, que na sua manifestação não citou o Colorado, considerou que seu ciclo no time argentino está encerrado. 

"Como já havia comunicado de maneira interna, creio que tenha cumprido um ciclo e não vou continuar no clube além destas partidas que faltam", disse na conferência após o treinamento no Racing. 

Coudet comentou que tomou a decisão de maneira antecipada, até para que o Racing ficasse livre para buscar um novo treinador. "Foi uma decisão pensada e a comuniquei com antecipação, para que o clube tivesse tempo de preparação para esta mudança", explicou. "Sei que a mensagem às vezes pareceu confusa, mas entenderão que a situação merecia ser levada com respeito", acrescentou. 

O argentino negou ainda que sua decisão esteja ligada a algum interesse econômico. "Faz um tempo que comuniquei isso ao Diego Milito (dirigente do Racing). E devo dizer, a nobreza obriga, que isto não tem a ver com a parte financeira", afirmou. 

Coudet deverá ficar em Avellaneda até a primeira quinzena de dezembro. No período, o Racing, atual campeão argentino, irá disputar a final da Super Copa, em jogo único, marcado para Mar del Plata, contra o Tigre. Esse deve ser o último compromisso do profissional com a equipe alviazul antes de assumir o Inter. 

Ainda que não tenha confirmado que assumirá o Inter, a vinda do treinador já foi comentada por algumas lideranças da equipe gaúcha, como D'Alessandro e Victor Cuesta. 

Sampaoli no Racing

Bruno Ulivieri/AGIF


Com a saída de Eduardo Coudet do Racing, o clube de Avellaneda já busca um substituto para a sequência da temporada. O favorito é o atual técnico do Santos e da seleção, o também argentino Jorge Sampaoli. Mesmo com o bom trabalho feito no clube do litoral paulista, a tendência é que ele não permaneça, por conta de divergências com a diretoria.