ESPORTES

  • 02/12/2019 (18:54:32)

  • GZH

  • Fotógrafo: Divulgação/GRÊMIO

BEM COTADO

Luciano termina o ano em alta no Grêmio

Nos últimos nove jogos pelo Tricolor, atacante marcou quatro gols


Após a eliminação para o Flamengo na Libertadores, o técnico Renato Portaluppi precisou reinventar o futebol do Grêmio. Um dos destaques desta nova fase é o atacante Luciano, que vem sendo escalado em uma posição mais adiantada, no comando do ataque tricolor. Em nove partidas, o jogador trazido do Fluminense marcou quatro gols. No período, o clube gaúcho teve sete vitórias e duas derrotas.

Com o bom momento nos últimos jogos, Luciano se credencia para largar como titular na temporada de 2020. Para o colunista de GaúchaZH, Leonardo Oliveira, o atleta não pode ser definido como um "centroavante clássico" e a chave para o sucesso pode estar na parceria com outros setores da equipe. 

— Luciano está em crescimento, em evolução, mas não é o centroavante do tamanho das pretensões do Grêmio para 2020. Aliás, ele não é nem centroavante. Luciano casaria bem com um meia de estilo de Luan, que transita entre a criação e a área, trocando de posições — afirmou.    

No Grêmio pós-Libertadores, Luciano tem trocado de posição com Diego Tardelli, que tem atuado em uma posição mais recuada, centralizado na linha de três do meio de campo. Como a permanência de Tardelli no clube para 2020 ainda não é garantida, outra opção para o setor é Jean Pyerre, titular antes de sofrer contusão muscular em setembro deste ano.

— Com Jean Pyerre, essa troca de posições me parece mais complicada de ser feita. Jean é meia clássico, do passe, do arremate, de pensar o jogo. Carece, ainda, dessa infiltração na área, da troca de posições com um falso nove, que é a definição mais adequada de Luciano — concluiu. 

Na temporada, Luciano soma 20 gols em 50 jogos. Antes de defender o Grêmio, o atacante estava no Fluminense, onde balançou as redes 16 vezes.