AGRICULTURA

  • 03/12/2019 (15:23:43)

  • Repórter: Portal Peperi

  • Fotógrafo: Portal Peperi

Espécie de lagarta chama atenção de agricultores no Oeste de SC

A taturana é venenosa e pode causar queimaduras na pele


Uma lagarta com uma aparência um tanto quanto inusitada foi encontrada na segunda-feira (2), na área de uma casa, na Linha Jaboticaba, interior de Iporã do Oeste (SC). A taturana tem uma espécie de pelo e é venenosa.

Conforme o biólogo da Unoesc, Jackson Preuss, trata-se da lagarta “Podalia Orsilochus”, conhecida popularmente como “lagarta cachorrinho”. O biólogo disse que o contato com a lagarta pode causar queimaduras na pele. Conforme Preuss, apesar de não ser muito comum, essa espécie pode ser encontrada na região.

A imagem da lagarta foi capturada na propriedade da agricultora Catarina Ruscheinsky Jantsch.

Orientação

O contato dos pelos da taturana com a pele humana pode provocar queimadura. Por isso a orientação do biólogo é evitar encostar nela.

O Ministério da Saúde orienta que, em contato com animais peçonhentos – a exemplo de lagartas, a pessoa deve sempre procurar atendimento médico. A identificação da espécie causadora da queimadura ajuda no tratamento. Para aliviar os sintomas, a orientação é lavar o local com água abundante. Não se deve passar produtos sobre o ferimento, como álcool, pasta de dente, combustíveis, pois não possuem efeitos contra o veneno e podem complicar a situação. Também deve-se evitar espremer ou coçar a ferida.