ECONOMIA

  • 05/03/2014 (17:54:56)

  • Assessoria

  • Fotógrafo: Divulgação

MAIS ENERGIA

CRERAL vai construir usina termelétrica

A Creral cooperativa com sede em Erechim e que atua nas áreas de geração e distribuição de energia vai investir na geração térmica por meio da biomassa. A casca de arroz será o combustível da nova usina que será instalada no município de São Sepé na região central do estado. A parceria com produtores, arrozeiras e cooperativas de arroz da região e a prefeitura municipal possibilitará a construção da termelétrica.

A aquisição de uma área de 8 hectares para a instalação do empreendimento foi concretizada no final de fevereiro. O presidente da Creral Alderi do Prado destaca que o anúncio da nova usina foi possível pelo interesse das arrozeiras e cooperativas para o fornecimento da casca de arroz e a prefeitura na mediação com empresários e na compra do terreno. “Os projetos técnicos estão em desenvolvimento pela empresa Enerbio, parceira no empreendimento e nosso próximo passo é protocolar na Aneel e na Fepam os pedidos de licenças para a construção, o que deverá ocorrer em maio”, relata Alderi.

A Termelétrica São Sepé, terá potência instalada de 8 MW e consumirá anualmente 70 mil toneladas de casca de arroz fornecidas por oito empresas arrozeiras e duas cooperativas integrando oito municípios próximos a São Sepé. O investimento previsto é de R$ 40 milhões.

Para o presidente da Creral, a experiência adquirida com a geração hídrica facilita o trabalho, “o que muda é o combustível, em lugar da água entra a casca de arroz, com exceção da caldeira o restante é similar”, referindo-se processo de produção da energia elétrica e transmissão da energia a ser As tratativas para instalação da Termelétrica São Sepé começaram em setembro de 2013. Primeiramente a direção da Creral recebeu a visita do prefeito Léo Girardello, após a direção da Creral esteve em São Sepé, conversando com os empresários e apresentando o projeto.

A geração de energia por meio da casca de arroz é considerada energia limpa e renovável. Há 14 anos a Creral tem experiência em energia limpa. Atualmente a cooperativa opera duas pequenas usinas hidrelétricas próprias e tem sociedade em mais duas usinas que estão em operação e construção respectivamente. Em 2008 a Creral foi a primeira entidade brasileira a receber o prêmio Ashden Internacional de energia sustentável, considerado o principal prêmio de reconhecimento mundial para produção de energia limpa.