Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Esporte

Copa do Mundo do Catar: Brasil termina mundial em sétimo lugar

Essa é a pior campanha desde 1990, quando caiu nas oitavas de final para a Argentina e terminou em nono lugar

O Sul
por  O Sul
12/12/2022 18:07 – atualizado há 1 ano
Continua depois da publicidadePublicidade

A campanha do Brasil na Copa do Mundo do Catar foi decepcionante. E os números mostram isso. Eliminada nos pênaltis para a Croácia, na última sexta-feira (9), pelas quartas de final, a Seleção terminou em sétimo lugar. Essa é a pior colocação desde 1990.

Sob o comando de Tite, o Brasil foi o líder do Grupo G, com seis pontos. Nas oitavas de final, goleou a Coreia do Sul, por 4 a 1, antes de cair para a Croácia nos pênaltis depois do empate por 1 a 1. No geral, foram três vitórias, um empate e uma derrota, além de oito gols marcados e três sofridos.

Essa é a pior campanha desde 1990, quando caiu nas oitavas de final para a Argentina e terminou em nono lugar. Nas três Copas seguintes, o Brasil chegou na final, sendo campeão em 94 e 2002 e vice em 98.

A seleção brasileira ainda caiu outras três vezes nas quartas de final (2006, 2010 e 2018) – fez campanha melhores do que no Catar – e uma na semifinal, no histórico 7 a 1 para a Alemanha.

Se levarmos em conta todas as edições da Copa do Mundo, a seleção de 2022 tem a quarta pior campanha, superando apenas 1934, 1996 e 1990, quando terminou em 14º, 11º e 9º lugar, respectivamente.

Sem vencer a Copa há 20 anos, o Brasil iguala agora seu maior jejum de títulos na competição, de 24 anos, desde que foi campeão pela primeira vez. Anteriormente, o período de maior seca havia sido entre o tri (1970) e o tetra (1994).

Cálculo

A colocação das seleções é definida de acordo com a campanha de cada uma até a eliminação. O Brasil somou 10 pontos, com um saldo de 5 gols. Uma performance abaixo das de Holanda (11 pontos e saldo de 6) e Inglaterra (10 pontos e saldo de 9). Apenas Portugal, com 9 pontos e saldo de 6 teve campanha pior que a da seleção de Tite.

Entre os quatro primeiros, a classificação de cada equipe não depende da campanha prévia. Mas sim dos jogos que farão entre si. Aqueles que vencerem as semifinais decidirão quem será o campeão e o vice. Já os derrotados farão a disputa do terceiro lugar.

Levando em consideração toda a história da Copa do Mundo, esta foi a quarta pior campanha do Brasil. A seleção é a única a participar de todas as edições. Confira, abaixo, a performance brasileira em cada ano:

  • 2022 (Catar) – 7º lugar
  • 2018 (Rússia) – 6º lugar
  • 2014 (Brasil) – 4º Brasil
  • 2010 (África do Sul) – 6º lugar
  • 2006 (Alemanha) – 5º lugar
  • 2002 (Coreia do Sul e Japão) – Campeão
  • 1998 (França) – Vice
  • 1994 (EUA) – Campeão
  • 1990 (Itália) – 9º lugar
  • 1986 (México) – 5º lugar
  • 1982 (Espanha) – 5º lugar
  • 1978 (Argentina) – 3º lugar
  • 1974 (Alemanha) – 4º lugar
  • 1970 (México) – Campeão
  • 1966 (Inglaterra) – 11º lugar
  • 1962 (Chile) – Campeão
  • 1958 (Suécia) – Campeão
  • 1954 (Suíça) – 6º lugar
  • 1950 (Brasil) – Vice
  • 1938 (França) – 3º lugar
  • 1934 (Itália) – 14º lugar
  • 1930 (Uruguai) – 6º lugar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE