Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
CHBAgro
Rio Grande do Sul

La Niña pode voltar ainda em 2024

A possibilidade é para o segundo semestre segundo atualização mensal da agência do tempo e clima dos Estados Unidos.

Metsul
por  Metsul
10/02/2024 06:29 – atualizado há 15 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

Cresce a possibilidade de instalação de um evento do fenômeno La Niña mais tarde neste ano, especialmente entre o inverno e a primavera, de acordo com a agência de tempo e clima do governo dos Estados Unidos. A probabilidade é considerada muito alta no segundo semestre, conforme a NOAA (Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera). O fenômeno aumenta a possibilidade de estiagem e de frio no Sul enquanto no Norte e no Nordeste provoca aumento da chuva. A NOAA, inclusive, emitiu um “La Niña Watch” ou aviso de La Niña, indicando a possiblidade de retorno do fenômeno, mesmo que as condições atuais ainda sejam de El Niño e forte. O pico do El Niño foi atingido no último trimestre de 2023 e no começo de 2024.

Curiosamente, neste momento, por parte da NOAA há simultaneamente um aviso de El Niño ou “El Niño Advisory” (aviso que El Niño está presente e deve seguir atuando) e um aviso de La Niña ou “La Niña Watch” (aviso de condições favoráveis à La Niña nos próximos seis meses). Conforme a estimativa da NOAA, há uma probabilidade de 79% de que o El Niño chegue ao fim e o Pacífico Equatorial evolua para uma condição de neutralidade no trimestre de abril a junho e 55% de probabilidade de que o Pacífico passe de neutralidade para La Niña no trimestre de inverno, de junho a agosto.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE