Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Rio Grande do Sul

Como será o tempo nesta semana no RS?

Semana terá subida de rios e novas enchentes no RS alerta MetSul.

Metsul
por  Metsul
16/06/2024 22:43 – atualizado há 12 segundos
Continua depois da publicidadePublicidade

O domingo foi marcado por chuva excessiva em grande número de cidades da Metade Norte do Rio Grande do Sul com marcas de 100 mm a 200 mm que trouxeram quedas de barreiras, deslizamentos de terra e inundações por transbordamento de cursos de água menores como arroios. 

Uma frente fria chegou durante o sábado ao estado gaúcho com chuva na maioria dos municípios. O sistema se tornou semi-estacionário, já que não progride pelo bloqueio atmosférico associado ao ar seco e quente no Centro do Brasil. 

Além disso, a instabilidade no Rio Grande do Sul neste domingo foi reforçada por um centro de baixa pressão que avançou do Nordeste da Argentina para o território gaúcho neste domingo. 

Os volumes só neste domingo ficaram entre 100 mm e 200 mm em vários pontos da Metade Norte com marcas acima de 150 mm na Serra e no Litoral Norte. Nos Campo de Cima da Serra, a precipitação passou de 200 mm em alguns pontos.

Ou seja, choveu em um dia entre 100% e 150% da média histórica do mês todo, o que caracteriza chuva excessiva no maior episódio de precipitação no estado desde a chuva extraordinária e excepcional do fim de abril e o começo de maio. 

Onde mais choveu foi em faixa entre o Alto Jacuí, a região de Soledade, os vales, Norte da Grande Porto Alegre, a Serra, Aparados e localidades mais ao Norte do Litoral Norte.

Com a chuva, houve problemas em diversos municípios

Deslizamentos de terra e quedas de barreiras foram registrados na região da Serra com bloqueio da BR-116 em Caxias do Sul.


Além disso, houve o transbordamento de arroios com inundações em cidades dos vales e do Litoral Norte junto à Serra. 

Em Dom Pedro de Alcântara, salão de igreja desabou durante a chuva intensa.

Preocupação com os rios

Com o que choveu, a MetSul Meteorologia projeta elevação acentuada no curto prazo de rios de resposta rápida e de alta declividade, casos do Taquari e Caí. Gravataí e Sinos, que nascem entre o Litoral Norte e a Serra, possuem resposta mais lenta assim como o Jacuí.

Apesar do indicativo de cheias, a MetSul Meteorologia enfatiza que os níveis esperados nesta semana não atingirão as marcas extremas observadas na primeira semana de maio porque choveu muito menos que na virada de abril para maio.

A semana que se inicia será marcada pela chuva


A semana que se inicia será marcada pela chuva. Modelos numéricos analisados pela MetSul indicam que o tempo firmaria no estado somente no começo da semana que vem com ar frio e de alta pressão chegando ao estado. 

Todos os dias da semana serão de instabilidade no estado, especialmente na Metade Norte que pode ter chuva forte e temporais isolados ainda nesta segunda-feira, sobretudo perto de Santa Catarina. 

Apesar do tempo instável, não chove o tempo todo e ocorrerão intervalos sem chuva e de melhoria ao longo da semana. Com mais dias de chuva pela frente, o risco de deslizamentos de terra e queda de barreiras é crítico na Serra.

Leia mais em: https://metsul.com/chuva-super...

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE