Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Corpo de Bombeiros de SC estuda manter guarda-vidas por mais tempo nas praias
Análise de risco é feita nas 35 cidades e 170 balneários cobertos pelo serviço.
NSCTotal
por  NSCTotal
23/01/2020 17:00 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) estuda aumentar o período de monitoramento com guarda-vidas em mais praias de Santa Catarina para além da operação verão, que neste ano vai até o mês de março. Conforme a assessoria dos bombeiros, a medida visa prevenir afogamentos e tem, entre as motivações, a ocorrência de um maior número de feriados em 2020, o que pode aumentar o movimento no Litoral para além do esperado.

Ainda não há uma definição sobre quais locais serão contemplados. No momento, o estudo está focado em avaliar os riscos das praias e também os custos e os dados coletados durante a operação verão, que devem indicar as quantidades de atendimentos e prevenções necessários. A avaliação é feita nas 35 cidades e 170 balneários atualmente cobertos pelo serviço de guarda-vidas em Santa Catarina, que correspondem a 58% do Litoral catarinense.

A partir do estudo, a ideia é dividir as praias entre aquelas que necessitam de atuação o ano inteiro, as que precisam ampliar o período de monitoramento, antecipando o início ou o término da operação, e as que precisam de guarda-vidas em épocas pontuais, como em feriados.

Algumas praias catarinenses, como a Joaquina, a Praia Mole e a Praia dos Ingleses, na Capital, além da Praia Central em Balneário Camboriú, já contam com a presença de guarda-vidas o ano todo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE