Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Guarda-vidas começam a trabalhar no litoral do Rio Grande do Sul
A ida de 1.080 policiais para o litoral não deve afetar o atendimento em outras cidades, afirma o governo.
Secom/Piratini
por  Secom/Piratini
21/12/2019 18:12 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade

O governo do Estado lançou, neste sábado, em Capão da Canoa, a Operação RS Verão Total. A iniciativa vai valer até o dia 2 de março de 2020, com o reforço da segurança na região. Vão participar do projeto 1.053 guarda-vidas, sendo 406 bombeiros, 258 policiais militares e 389 profissionais civis temporários atuando nas águas internas e no mar. Serão 268 guaritas no total: 206 no Litoral Norte, 26 no Litoral Sul e 36 em balneários de água doce. O ato de lançamento contou com a presença do governador Eduardo Leite e do vice-governador do Estado.

Ranolfo Vieira Júnior, que também responde pela pasta da Segurança Pública, explicou que o policiamento será reforçado neste verão. “O objetivo é fazer com que os crimes não ocorram durante este período no litoral, visando manter os resultados positivos que nós obtivemos ao longo de 2019, quando conseguimos reduzir praticamente todos os indicadores de criminalidade”, sustentou. Além de Polícia Civil e Brigada Militar, o Comando Rodoviário da BM, o Daer e o Detran vão atuar nas rodovias estaduais.

Reflexos no interior

A ida de 1.080 policiais para o litoral não deve afetar o atendimento em outras cidades, afirma o governo. De acordo com Ranolfo Vieira Júnior, o comando da segurança monitora a situação do interior. Os batalhões de choque da Caxias do Sul, Pelotas, Porto Alegre, Passo Fundo e Santa Maria têm capacidade de dar cobertura a eventuais perdas e efetivo nas menores localidades. “Em princípio, esse temor da sociedade tem a atenção devida com essa estratégia”, considerou o vice-governador.

No total, durante o período da operação, o Estado vai investir R$ 23 milhões para o custeio e diárias do reforço da segurança no veraneio. Um grupo de 30 secretarias estaduais, órgãos e entidades foram mobilizadas para a Operação RS Verão Total. Uma das frentes do programa é a verificação da balneabilidade das praias gaúchas. A Fepam monitora 92 pontos em 43 municípios do Estado.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE