Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
BARBÁRIE | Morre jovem atacada com líquido ácido em Caxias do Sul
Ex-namorado confessou hoje, ter matado venezuelana jogando líquido no rosto da vítima em Caxias do Sul
Redação
por  Redação
13/12/2019 15:43 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade


Atacada com o que aparenta ser ácido, a venezuelana Ariana Victoria Godoy Figuera, 24 anos, morreu no início da manhã desta sexta-feira (13) em Caxias do Sul. O crime aconteceu em frente à casa da vítima na rua Cristiano Ramos de Oliveira, no bairro Desvio Rizzo, e foi registrado como homicídio por meio cruel. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam). Ariana deixa um filho de quatro anos e uma filha de um ano.

Segundo familiares, o suspeito inicial é um ex-namorado que Ariana teve em Roraima. Conforme a família relatou à polícia, ela vivia em Boa Vista, onde já havia procurado a polícia local em 25 de setembro para relatar uma agressão do então namorado. Ainda segundo os familiares de Ariana, ela deixou a capital de Roraima para fugir do agressor, que teria seguido a jovem até o Rio Grande do Sul.

De acordo com o boletim policial, o ataque aconteceu por volta das 22h30min da quinta-feira (12). A mãe de Ariana relatou que a filha chegava em casa quando, no portão, foi chamada por uma pessoa. Quando a moça olhou, o agressor arremessou um líquido no rosto da vítima, que gritou de dor. O suposto ácido causou diversas queimaduras no rosto e peito de Ariana.

A família tentou acionar o Samu, mas, diante da demora, utilizou um aplicativo de carona para levar a jovem até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Zona Norte. Devido à gravidade dos ferimentos, Ariana foi transferida para o Hospital Pompéia. O óbito foi declarado pouco depois das 7h desta sexta-feira (13), após os familiares serem comunicados.

O agressor fugiu correndo logo após o ataque. Após ser acionada pelo hospital, a Brigada Militar (BM) ouviu familiares da vítima e realizou buscas, mas ninguém foi preso.


Ex-namorado confessa ter matado venezuelana jogando líquido no rosto da vítima em Caxias do Sul

O ex-namorado de Ariana Victoria Godoy Figuera, 24 anos, confessou ter matado a venezuelana à Polícia Civil, em Caxias do Sul. Na tarde desta sexta-feira (13), Deivis Lobato se apresentou na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) e relatou que encontrou a ex-companheira na quinta-feira (12) e teria derrubado sem querer o produto químico em Ariana. O autor confesso, que é brasileiro, deixou o local em um camburão da Polícia Civil.

À polícia, Lobato afirmou não saber qual produto foi jogado contra Ariana. Ele alegou que trabalha na poda de árvores e que o produto era utilizado durante o expediente. O encontro com a vítima, na quinta-feira, segundo o autor, não foi premeditado.

Lobato e a venezuelana teriam se conhecido em Roraima e ficaram juntos por menos de um ano. O relacionamento terminou em janeiro de 2019.

Com medo do ex-companheiro, segundo a família, Ariana decidiu fugir e mudar-se para Caxias do Sul, onde um irmão mora. A viagem aconteceu em agosto e a venezuelana foi acompanhada pelos dois filhos (nenhum do relacionamento com o investigado) e sua mãe.


Colaborou: O Pioneiro

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE