Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Segurança
Polícia Civil prende casal de servidores municipais por desvio de vacinas contra a covid-19 em Viamão
Na residência deles, os agentes da 2ª DP encontraram imunizante, insumo, medicamentos, receituário, entre outros.
Correio do Povo
por  Correio do Povo
10/06/2021 16:28 – atualizado há 14 dias
Continua depois da publicidadePublicidade

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o desvio de vacinas contra a Covid-19, com a finalidade de venda clandestina, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O caso é apurado pelos agentes da 2ª DP de Viamão, chefiada pelo delegado Julio Fernandes Neto.

Na última quarta-feira foi realizada a operação Galeno que teve como alvo um casal de servidores da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Viamão. Cada dose custaria em torno de R$ 150,00, sendo aplicada pela mulher que é técnica em enfermagem e que tinha acesso às vacinas armazenadas. Já o homem trabalhava como motorista de ambulância no período noturno.

Cada dose custaria em torno de R$ 150,00, sendo aplicada pelos suspeitos já afastados | Foto: PC / Divulgação / CP

Houve o cumprimento de mandado de busca e apreensão na residência dos suspeitos. No local, os policiais civis encontraram um frasco parcialmente cheio do imunizante Coronavac e três medicamentos com princípio ativo classificado pela Anvisa como causadores de dependência física e psíquica, também desviados do SMS.

A equipe da 2ª DP de Viamão recolheu também uma quantidade expressiva de insumos médicos levados ilegalmente do acervo municipal do SUS, como seringas. Durante a diligência na moradia, os agentes localizaram ainda receituários médicos com timbres de diferentes instituições de saúde em branco, inclusive para medicamentos controlados com receita azul, além de dois carimbos com nome e CRM de médicos gaúchos. Munição de fuzil 762, de uso restrito das forças armadas e policiais, foram igualmente achadas nas buscas.

O casal de servidores foi preso em flagrante pelos crimes de peculato, infração de medida sanitária preventiva majorada e tráfico majorado de drogas. A decretação da prisão preventiva e afastamento cautelar dos servidores de suas funções públicas foram representadas pela Polícia Civil. O inquérito deve apurar agora um eventual envolvimento de outras pessoa no esquema e quem foram os clientes do casal.

NOTA OFICIAL

A investigação teve origem em uma denúncia formulada pela Prefeitura de Viamão, que divulgou uma nota oficial após a operação policial. “Nos últimos dois anos, a gestão da saúde de Viamão passou por diversos problemas de natureza ética e moral, ficando marcada por escândalos, desvios e afastamento de prefeito e secretários. Ao assumirmos, em 1° de janeiro de 2021, dedicamos atenção especial à saúde, não só pelos motivos citados acima, mas também pelo sucateamento do sistema como um todo. De forma inédita, o próprio prefeito assumiu e está a frente da Secretaria de Saúde”, lembrou.

“Estamos entregando resultados positivos e reconhecidos pela população. Somos destaque na vacinação da Região Metropolitana, já tendo imunizado todos os grupos prioritários e estando na faixa de 55 anos. Isso só está sendo possível porque temos um grupo de funcionários competentes e que cumprem de forma dedicada a missão de atender a população. Assim como nós, eles também não toleram mais nenhum ato de desvio, como o que se via no passado recente”, frisou o comunicado.

“A Prefeitura de Viamão informa que tão logo surgiram indícios sobre os fatos, levou ao conhecimento da autoridade policial, possibilitando de forma decisiva que a Operação tivesse o desfecho de hoje. Não toleramos e não somos coniventes com qualquer tipo de desvio dessa natureza. Assim como neste caso, todas as atitudes necessárias foram e serão tomadas”, concluiu a nota oficial.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
você pode gostar...