Receba as notícias mais importantes do dia no WhatsApp. Receba de graça as notícias mais importantes do dia no seu WhatsApp.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Política
FALTA DE PROVAS | Por falta de provas, Justiça absolve Lula e Dilma em processo do "quadrilhão do PT"
Segundo o juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, "denúncia apresentada, em verdade, traduz tentativa de criminalizar a atividade política"
Redação
por  Redação
04/12/2019 22:58 – atualizado há 1 mês
Continua depois da publicidadePublicidade


Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff foram absolvidos sumariamente em ação referente ao chamado "quadrilhão do PT". As informações são da colunista Mônica Bergamo do jornal Folha de S.Paulo.

A decisão, assinada pelo juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara do Distrito Federal, também absolveu os ex-ministros Antonio Palocci Filho, Guido Mantega e João Vaccari Neto.

Segundo Bastos, a "denúncia apresentada, em verdade, traduz tentativa de criminalizar a atividade política".

"A inicial acusatória alonga-se na descrição de inúmeros ilícitos penais autônomos sem que revele a existência de estrutura ordenada estável e atuação coordenada dos Denunciados, traços característicos de uma organização criminosa. Numa só palavra, não evidencia a subsistência do vínculo associativo imprescindível à constituição do crime", diz o juiz na decisão, segundo a publicação da Folha.

Formulada em setembro de 2017 pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a denúncia acusou Lula e Dilma de terem liderado, durante seus governos, uma organização criminosa que lesou a Petrobras entre meados de 2003 e maio de 2016, ano em que a petista foi afastada do cargo pelo impeachment.  

Janot afirmou na denúncia que a cúpula do PT recebeu R$ 1,48 bilhão de propina em dinheiro desviado dos cofres públicos.

Colaborou: GZH

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE